peixe palhaço aquário marinho

Peixe Palhaço: aprenda aqui tudo que você precisa saber sobre ele!

Mais conhecido por ser destaque nos filmes “Procurando Nemo” e “Procurando Dory”, o peixe-palhaço se tornou um popular animal de estimação e provavelmente o peixe mais comum em aquários marinhos. Nemo e seu pai, Marlin, são da espécie ocellaris, também chamados de falso peixe-palhaço.

Neste guia você vai encontrar as informações necessárias para escolher qual a sua espécia de peixe-palhaço favorita e para cria-los em seu aquário marinho da maneira correta.

Tamanho e descrição do peixe palhaço

A maioria dos falsos peixes-palhaços é laranja, com três faixas brancas na cabeça e no corpo. As faixas brancas são delineadas em preto. Seus corpos têm pouco mais de 3 polegadas (88 milímetros) de comprimento, mas podem crescer até 4 polegadas (110 mm), de acordo com a Animal Diversity Web (ADW). A cauda é arredondada e a barbatana dorsal é forrada com 11 espinhos.

Habitat do peixe palhaço

Esses peixes vivem nos recifes de corais, principalmente ao longo da costa da Austrália e do sudeste da Ásia até o norte do Japão. Eles são encontrados principalmente em torno de certos tipos de anêmonas, uma criatura que se ancora no fundo do mar e usa seus tentáculos para atrair comida.

Os tentáculos da anêmona têm células pungentes chamadas nematocistos que liberam uma toxina quando a presa ou predador a toca.

O peixe-palhaço, no entanto, desenvolve imunidade à toxina ao tocar cuidadosamente os tentáculos com diferentes partes do corpo. Uma camada de muco se acumula, protegendo o peixe da toxina. O par forma uma relação simbiótica. A anêmona fornece proteção e sobras para o peixe-palhaço, enquanto ele traz comida para a anêmona e ainda se alimenta de possíveis parasitas da anêmona.

Comportamento dos peixes palhaço

Todos os peixes-palhaço, são hermafroditas. Todos nascem do sexo masculino. Eles têm a capacidade de se tornarem fêmeas, mas uma vez que a mudança é feita, eles não podem voltar a ser do sexo masculino.

Às vezes a mudança é feita durante o próprio acasalamento. Dois machos se tornarão parceiros e o peixe maior e dominante se tornará a fêmea.

O peixe palhaço é um animal social e os indivíduos vivem em grupos que são liderados por uma fêmea dominante O segundo maior peixe é o macho dominante, enquanto todos os outros peixes do grupo são machos menores. Se a fêmea morrer, o macho dominante se tornará uma fêmea para substituí-la. O maior dos machos menores se tornará o macho dominante do grupo.

Quando pequenos, os peixes tendem a permanecer dentro dos limites de seu hospedeiro anêmona. À medida que se tornam maiores, eles vão procurar comida, embora não se aventurem muito mais do que alguns metros da anêmona.

Comunicação entre peixes palhaço

O peixe palhaço se comunica fazendo barulhos de estalos e estalidos, de acordo com um estudo na revista PLOS One. Pesquisadores dizem que a conversa ajuda a manter a classificação entre os membros do grupo. “O som pode ser uma estratégia interessante para evitar conflitos entre membros do grupo”, disse o autor do estudo, Orphal Colleye, um pós-doutorado da Universidade de Liège, na Bélgica, à LiveScience em um artigo de 2012.

Reprodução

Pouco se sabe especificamente sobre os comportamentos de acasalamento da espécie em específico, mas os comportamentos gerais do peixe são conhecidos. Todos os peixes palhaço são monogâmicos.

Antes da desova, o macho prepara um ninho limpando um ponto em uma rocha nua perto da anêmona. Ele então corteja uma fêmea com um show de barbatanas estendidas, mordendo e perseguindo, ele persegue a fêmea até o ninho, mas depois disso cabe a ela fazer o próximo movimento.

Ela fará vários movimentos sobre o ninho antes de depositar seus ovos. Ela vai colocar de 100 a 1.000 ovos, que são 3 a 4 milímetros de comprimento. O macho passa por cima do ninho e libera esperma para fertilizar os ovos.

O macho faz a maior parte do trabalho de cuidar do ninho e dos ovos. Ele os abanará e comerá ovos inférteis ou danificados por fungos, depois de seis a oito dias os ovos eclodem e nascem os filhotes de peixinho.

Alimentação

Peixes-palhaço são onívoros, o que significa que eles comem tanto outros animais quanto plantas. Eles normalmente comem algas, zooplâncton, vermes e pequenos crustáceos.

Classificação taxonômica do peixe-palhaço:

Existem muitas espécies diferentes de peixe-palhaço, porém todas se encaixam na seguinte classificação:

Reino:Animalia
Filo:Chordata
Classe:Actinopterygii
Ordem:Perciformes
Família:Pomacentridae
Subfamília:Amphiprioninae
Gênero:Amphiprion

Apesar de diversas, conseguimos elencar que as principais são:

  • Amphiprion allardi
  • Amphiprion melanopus
  • Amphiprion clarkii
  • Amphiprion ocellaris
  • Amphiprion percula
  • Amphiprion perideraion
  • Amphiprion polymnus
  • Amphiprion sebae
  • Amphiprion tricinctus
  • Amphiprion ephippium
  • Amphiprion frenatus
  • Amphiprion chrysopterus
  • Amphiprion akallopisos
  • Amphiprion nigripes
  • Amphiprion sandaracinos
  • Amphiprion rubacinctus
  • Premnas biaculeatus

Curiosidades e fatos sobre o peixe palhaço:

O peixe palhaço mais comum, a espécie do Nemo (Amphiprion ocellaris) é chamado de falso porque assemelham-se ao peixe-palhaço alaranjado (Amphiprion percula) mas apesar disso existem algumas diferenças sutis entre eles:

  • O falso peixe palhaço tem faixas pretas finas, enquanto o laranja tem bandas pretas grossas que separam a coloração laranja e branca do corpo.
  • O falso peixe palhaço tem frequentemente uma cor ligeiramente menos brilhante do que o alaranjado.
  • Vista de frente, a cabeça do falso parece lisa, já a cabeça do peixe palhaço alaranjado tem uma cara pronunciada protuberante, similar a uma rã.
  • Os olhos do peixe palhaço falso são alaranjado acinzentados e parecem ser maiores do que realmente são; já a espécie laranja tem uma íris laranja brilhante, que tem o efeito de fazer os olhos parecerem menores.
peixe palhaço no aquário marinho
O peixe palhaço é um dos peixes mais populares no mundo todo

Criando peixe palhaço em aquário marinho:

Felizmente para aqueles que como nós são fãs e gostam de manter peixes-palhaço Ocellaris em seus aquários marinhos, eles são muito fáceis de serem mantidos saudáveis e felizes em um aquário bem conservado.

Em cativeiro, os peixes palhaço podem viver por mais de uma década e crescer para quase se tornar parte da família. Eles são ativos, envolvem peixes e seguem você enquanto você caminha perto do aquário marinho. De fato, muitas pessoas conseguem fazer com que os peixes palhaço no seu aquário venham comer nas suas mãos.

Peixe palhaço em aquário, configuração necessária:

A primeira coisa que muitas pessoas querem saber é quão grande é o aquário necessário para manter o peixe-palhaço.

Isso realmente depende de alguns fatores, mas em geral, o peixe-palhaço vai bem em aquários que são bem pequenos.

Nano aquários de cerca de 30 a 40 litros estão na extremidade mínima para o peixe palhaço Ocellaris, mas o peixe ainda vai viver muito bem em uma casa desse tamanho. De fato, alguns aquaristas criam pares de peixe palhaço em aquários de 40 litros.

Eles geralmente não precisam de muito espaço para nadar como alguns peixes, já que muitas vezes nadam para cima e para baixo em uma área relativamente pequena na maior parte do tempo. Eles serão ainda mais felizes em um pequeno tanque se tiverem um hospedeiro, como uma anêmona ou um coral, que possam usar como refúgio.

Leia mais sobre como escolher o substrato ideal para seu aquário marinho.

O verdadeiro problema com um aquário pequeno demais é que ele requer muito mais manutenção do que um maior, por mais contra intuitivo que possa parecer.

Em um aquário marinho nano, toxinas como amônia e nitratos se acumulam mais rapidamente (em relação ao volume de água do tanque), resultando em má qualidade da água. Isto leva ao crescimento de algas e prejudica a saúde dos habitantes do aquário marinho.

Aprenda mais sobre como acompanhar os parâmetros do aquário marinho

Com um aquário marinho pequeno é de vital importância ter uma filtragem de qualidade combinada com mudanças regulares de água. Um skimmer de proteínas seria o ideal, mas nem sempre é necessário se as mudanças de água forem feitas dentro do prazo.

Parâmetros de água para o peixe-palhaço

A água deve ser mantida a uma temperatura de cerca de 26 graus célsius, possivelmente um pouco maior quando for época de reprodução. PH deve ser de 8,0 a 8,4, gravidade específica entre 1.021 e 1.026 e estável (29 a 35 ppt) e outros parâmetros de água devem estar dentro dos níveis geralmente aceitáveis ​​de um aquário marinho – aprenda aqui quais são – (amônia – 0, nitratos e nitritos menores que 0.2 ppm ).

Deve haver movimento de água e iluminação suficientes para a configuração do tanque. Por exemplo, se você tiver anêmonas, deve ter iluminação muito forte. No entanto, os tanques somente de peixes não exigem luzes intensas.

Alimentando seu peixe-palhaço

Os peixe palhaço Ocellaris aceitarão com prazer uma grande variedade de alimentos. Em geral, qualquer alimento de flocos ou grãos de qualidade feito para carnívoros ou onívoros se sairá bem. Eles vão se beneficiar de uma dieta variada, no entanto.

Misturar alguns alimentos congelados ou mesmo alimentos vivos manterá seu peixe-palhaço feliz e saudável por anos. É melhor alimentar pelo menos uma vez por dia. No entanto, dependendo do tamanho do tanque e dos outros habitantes, o peixe-palhaço ficará bem se alimentado a cada dois dias. Isso reduzirá os problemas de manutenção pois vai gerar menos resíduos orgânicos, embora seu peixe-palhaço obviamente cresça a um ritmo mais lento.

É preciso garantir que você não vai colocar comida demais que eles não vão conseguir comer. Você precisa ter certeza de que a comida não ficará flutuando ao redor do tanque por longos períodos ou vai ficar presa em pedras e outras fendas. Isso levará a problemas de qualidade da água e algas. Uma boa equipe de limpeza, como caramujos, camarões, caranguejos e estrelas-do-mar, ajudará a evitar que qualquer alimento extra fique pendurado por muito tempo.

Compatibilidade do peixe palhaço no aquário com outros peixes

O peixe-palhaço tende a ser relativamente pequeno e relativamente lento. Com isso em mente, é importante que eles não sejam colocados com peixes carnívoros maiores e agressivos, como peixes-leões e garoupas.

Fora isso, não há muitos limites para o tipo de aquário em que o Ocellaris pode viver. Eles se saem igualmente bem em aquários de peixes, tanques com corais, aquários comunitários, e aquários de recife cheios.

Anêmonas

O peixe-palhaço não precisa de anêmonas para sobreviver ou mesmo prosperar.

Na verdade, as anêmonas podem ser mais delicadas e difíceis de cuidar do que os próprios peixes-palhaço. Diferentes espécies de anêmona têm seus próprios requisitos específicos para coisas como iluminação, alimentação e substrato. Algumas anêmonas mais resistentes que hospedam o peixe-palhaço incluem a anêmona de contas (Heteractis aurora) e a anêmona adesiva (Cryptodendrum adhaesivum).

peixe palhaço e anêmona
Apesar de estabelecerem uma linda relação, as anêmonas não são essenciais para o peixe em um aquário

Alguns podem picar humanos, então use sempre luvas ao manusear anêmonas. Às vezes, na ausência de anêmonas do mar, o peixe-palhaço toma certos corais, como os pólipos de Xenia, como hospedeiros.

Eles não precisam de uma anêmona para viver ou permanecer saudáveis em cativeiro, embora a relação simbiótica de um peixe-palhaço que hospeda uma anêmona seja uma coisa linda pro seu aquário, o principal motivo que leva eles a se abrigarem nas anêmonas é a proteção contra predadores, sendo assim, muitos peixe palhaço em cativeiro nunca terão uma anêmona como casa, mesmo quando receberem a oportunidade.

Relação entre vários peixes palhaço

A única coisa a ter em mente é que o peixe-palhaço muitas vezes não se dá bem com outros da mesma espécie em um aquário.

Os peixe palhaço da espécie Ocellaris estão entre os menos agressivos, no entanto, vários peixes-palhaço freqüentemente brigam com outros de espécies diferentes. Se você quiser ter vários palhaços, é melhor coloca-los no aquário ao mesmo tempo e ter certeza de que eles têm muito espaço.

Alternativamente, você poderia introduzir um peixe-palhaço menor, que provavelmente é um macho ou um juvenil, a um peixe-palhaço um pouco mais estabelecido e um pouco maior.

O palhaço maior provavelmente será agressivo para o recém-chegado, mas, desde que não sejam fêmeas, o peixe menor geralmente se submeterá à fêmea e se tornará o macho. Eles muitas vezes se emparelham e às vezes até se tornam companheiros.

Misturar diferentes espécies de peixe-palhaço geralmente não é recomendado, exceto em tanques muito grandes. No entanto, ocasionalmente, até mesmo as diferentes espécies se ligam e às vezes até se acasalam.

No geral, os tanques de peixe-palhaço são relativamente fáceis de configurar e manter. Mantenha seus peixes alimentados, mantenha a água o mais limpa possível e certifique-se de que eles não estejam sendo assediados por seus companheiros de tanques.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se na nossa lista VIP para receber nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

    Poxa, eu amava o meu peixe palhaço, o Genesis. Este conteúdo me deixou nostálgico. Parabéns pelo excelente material.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.